Buscar
  • lioiecomodomkt

Regurgitador Feliz

➡️ Caracterizamos refluxo gastroesofágico a passagem do conteúdo do estômago para o esôfago, que por vezes, pode alcançar até boca, gerando a famosa “golfada”.


➡️ O refluxo é um processo benigno e faz parte da fisiologia e maturidade do trato gastrointestinal dos bebês no início da vida e por isso é chamado de fisiológico, e esses bebês são carinhosamente apelidados de “regurgitadores felizes”.


➡️ Até 60% dos bebês serão regurgitadores felizes, sendo que a frequência de refluxos pode variar de 2-6x por dia. O número de regurgitações é maior nos primeiros 4 meses, reduzindo gradativamente com o crescimento, e na maioria dos casos, resolve ate o primeiro ano de vida.


➡️ Mas porque os refluxos acontecem?

Alguns fatores são responsáveis por isso, como:

- imaturidade na musculatura do esôfago

- esvaziamento gástrico mais lento, principalmente nos bebês que mamam fórmula

- volume ingerido ser maior que a capacidade gástrica do bebê.


➡️ O importante é entendermos que a maioria dos bebês apresentarão refluxo, porém isso não quer dizer, que eles terão a Doença do Refluxo Gastroesofágico, que necessita de tratamento específico.


➡️ O bebês com refluxo fisiológico, NÃO apresentam prejuízo ao ganho de peso, ao crescimento, à qualidade do sono e das mamadas. Porém cada bebê é um bebê, sendo ele regurgitador feliz ou não, todos necessitam de acompanhamento e na dúvida devem ser encaminhados ao especialista. Lembrando que esse post não substitui a consulta médica!


Por @vilma.coan

Dra Vilma Coan, médica pediatra e gastroenterologista infantil


159 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo