WhatsApp_Image_2021-01-26_at_14.36_edite

MUSICOTERAPEUTA

Paulo Santi

APEMESP 3-200190

“Utilizar os recursos e instrumentos musicais para despertar o interesse dos pacientes, que se divertem, enquanto são intensamente estimulados.”

COMO POSSO TE AJUDAR:

A Musicoterapia é a utilização da música e seus elementos (som, ritmo, melodia e harmonia) num processo para facilitar e promover a comunicação, relação, aprendizagem, mobilização, expressão, organização e outros objetivos terapêuticos relevantes, no sentido de alcançar necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas.

Tem como objetivo desenvolver potenciais e/ou restabelecer funções do indivíduo para que o/a paciente possa alcançar uma melhor integração intra e/ou interpessoal e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida, pela prevenção, reabilitação ou tratamento.

Anotação 2020-08-19 171937.png

Gestantes, crianças da primeira infância, adolescentes e idosos, assim como portadores de necessidades especiais – distúrbios da fala e audição, problemas físicos, emocionais e mentais, distúrbios da aprendizagem e dependência química.

Os atendimentos são divididos em quatro categorias:

  1. Mt. nas Síndromes, Deficiências e Transtornos do Desenvolvimento.

  2. Mt. na Reabilitação e na Geriatria.

  3. Mt. preventiva e social.

  4. Mt. na saúde mental e psicoterapêutica.

Anotação 2020-08-19 171937.png
Anotação 2020-08-19 171937.png

Áreas de atuação:

MINHA MISSÃO:

“Utilizar os recursos e instrumentos musicais para despertar o interesse dos pacientes, que se divertem, enquanto são intensamente estimulados.”

Sobre Mim:

  • Formado em Música pela ULM-SP, PAULO SANTI é Biomédico e Musicoterapeuta, ambos pela FMUSP.

  • Experiência como professor de música e prática instrumental. Certificação Internacional pela Berklee College of Music.

  • Especialista no atendimento a crianças com desenvolvimento atípico; Musicoterapia Neurológica; Vibroacústica; Mesa-Lira; e Pós Graduação em Musicoterapia Preventiva e Social.

  • Na área da Pesquisa, desenvolveu trabalhos pela UNIFESP e Laboratório de Fisiopatologia do Instituto Butantã, no estudo da Dor e Inflamação.